História e tradição do buquê

O costume da noiva de levar um buquê começou na Grécia Antiga. No entanto, na altura, os buquês eram constituídos por ramos de ervas e alho para atrair “bons fluidos”, garantindo uma união duradoura. Em Roma, era comum a noiva levar um ramo de ervas, significando fidelidade e fertilidade. Na Polónia, no século XVIII, o buquê costumava ser salpicado com açúcar para adocicar o temperamento das noivas. Ao longo do tempo, diferentes sociedades acrescentaram novas interpretações ao buquê. Recentemente, as ervas foram substituídas por flores. Primeiro apenas uma flor, depois os ramos com diferentes tamanhos e feitos de acordo com o gosto da noiva.

Para cada noiva existe um tipo de buquê!

A rosa branca ainda é a mais pedida entre as noivas, hoje em dia, há uma grande abertura para a diversidade, com diferentes flores, formatos, cores e tipos segundo o estilo do vestido e personalidade da noiva. Tudo precisa estar em harmonia! Assim, ter um buquê que é “a sua cara” é uma possibilidade bem mais próxima  🙂

Leia aqui os oito passos essenciais para escolher o seu buquê:

 1 – Nunca se usa a mesma flor do buquê na decoração.

 2 – Depois de decidir qual o modelo que pretende, e escolher as flores, é necessário. Pensar no lado prático e no conforto do buquê. A maioria dos floristas aconselha a cobrir o caule com um tecido agradável ao toque e fácil de segurar. Pode ser o mesmo vestido do tecido, cetim ou gorgorão.

3 – Verifique a antecedência com que o buquê é entregue. De preferência duas horas antes da cerimonia. Assim, as flores mantêm-se frescas.

4 – Se o buquê for entregue na véspera, não se esqueça de colocar em água e, quando o tirar, limpar o caule.

 5 – É aconselhável ser a noiva a levantar ou a receber o buquê, pois saberá exatamente se corresponde ao que foi encomendado. Desta forma, evita que as flores entregues sejam diferentes das flores escolhidas.

 6 – Quando segurar o buquê encoste o antebraço na lateral da cintura. Dessa forma, não haverá como se enganar relativamente à altura em que deve pegar nas flores.

7 – Na igreja, enquanto estiver em frente ao altar, poderá descansar o buquê no altar ou pedir à sua mãe ou madrinha que o segure.

8 – Se quer ter um toque de sofisticação, inclua no buquê a flor que servirá para adornar a lapela do seu noivo. Quando chegar ao altar, coloque a flor no traje do seu noivo (opcional)!

collages

Com carinho,

Caci

Anúncios

Um comentário sobre “História e tradição do buquê

Gostou? Deixe um comentário pra mim! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s